Mundo Operário

GREVE SERVIDORES DE SP

Trabalhadores e estudantes se solidarizam com professores em greve

sexta-feira 22 de fevereiro| Edição do dia

Importantes mostras de solidariedade à greve dos professores e servidores municipais que já se aproxima de seu 20° dia, contra a reforma da previdência e em defesa dos serviços públicos que atendem a população trabalhadora, mostram o caminho para enfrentar os ataques. O apoio chega também de estados como RJ, MG, RS e outros.

Os professores, com as mulheres fortes na linha de frente, vem se enfrentando com a intransigência do governo Covas que, aliado a Bolsonaro, quer que os professores e servidores do município trabalhem até morrer. Pra isso, mentem sobre a greve escondendo sua força, tentam jogar a população contra os grevistas, e atacam o direito de greve anunciando corte de ponto e contratações temporárias.

O apoio de outros professores da rede estadual, metroviários, estudantes universitários e outros, mostra o caminho pra enfrentar esses ataques, que é a união de todos os trabalhadores e categorias para enfrentar o grande plano de atacar o direito de greve e a previdência social dos que mais precisam. Apenas um plano de lutas de todos os trabalhadores pode se colocar a altura da grande tarefa de não permitir que paguemos a crise capitalista com nossas vidas, revogando o SAMPAPREV com o qual os professores se enfrentam, que é a reforma da previdência municipal, e avançando pra barrar a nefasta reforma da previdência que ataca especialmente as mulheres, os servidores públicos, e a população mais pobre que se encontra na informalidade.

Na contramão da ação desses trabalhadores e estudantes, as centrais sindicais, assim como os seus sindicatos como SINPEEM que estão à frente da greve municipal, trabalham no sentido oposto, isolando essa luta que vem demonstrando sua força contra toda a repressão e ameaças. Precisam romper a paralisia já e organizar uma grande campanha de solidariedade à greve municipal, pelo direito a greve dos servidores, que está sendo atacado em todo o país, e um plano de lutas unificado pra os trabalhadores de todo país unirem forças e entrarem em cena.

A luta dos trabalhadores é uma só, e essa mostra de solidariedade é uma grande força contra os capitalistas que nesse momento também demitem mais de 20mil trabalhadores na Ford. Chamamos todas e todos trabalhadores a apoiar ativamente essa luta dos muncipários de SP, cercando de solidariedade e exigindo das centrais uma campanha nacional pelo direito a greve e um plano de lutas pra barrar e reforma da previdência. Chamamos também especialmente as organizações de esquerda a encamparem essa exigência, como o PSOL e seus parlamentares.

Professores estaduais de SP

Metalúrgico Campinas

Trabalhadores do bandejão da USP

Trabalhadores da USP

Metroviários SP

Estudantes da USP

Trabalhadoras do ABC Paulista

Professores do RJ







Trabalhadoras da saúde RJ

Veja mais trabalhadores e estudantes em apoio à luta dos servidores em SP:

Álbum completo aqui.




Tópicos relacionados

Sampaprev   /    Servidores Públicos   /    Trabalhadores   /    Professores São Paulo   /    Greve professores SP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar