Mundo Operário

LUTA UNILEVER

Trabalhadores e estudantes foram a Unilever levar solidariedade hoje cedo

Essa segunda, bem cedo, trabalhadores e estudantes estiveram na porta da Unilever em Vinhedo, para levar e prestar total solidariedade. Os trabalhadores estão entrando em seu 10º dia de greve hoje, e seguem fortes e mobilizados.

segunda-feira 9 de outubro| Edição do dia

Mesmo depois de toda a truculência da polícia no sábado com os trabalhadores, como noticiado aqui, os trabalhadores seguem em greve e com muita disposição de luta.

Nesse cenário, da importante greve, trabalhadores do Movimento Nossa Classe e estudantes da Faísca foram a porta da fábrica, desde as 5 horas, quando os trabalhadores começam a chegar para o trabalho, para poder se colocar lado a lado nessa luta!! Todo o apoio a sua mobilização é importantíssimo.

Ana Carolina, professora e militante do Nossa Classe Educação, declarou para o Esquerda Diário:
"A luta que os trabalhadores estão travando aqui na Unilever em Vinhedo é fundamental. Com a reforma trabalhista aprovada, os trabalhadores etarem mobilizados contra as 130 demissões e contra a terceirização e precarização do trabalho na empresa é fundamental. Por isso, que nós viemos aqui hoje na porta da fábrica, acordamos cedinho, para poder dizer que estamos juntos, e enquanto professores vamos estar juntos, e temos que levar o exemplo inclusive para os nossos colegas e nossas salas de aula"

Alícia, estudante do IFCH-Unicamp e militante da faísca, declarou que:
"É fundamental o apoio dos estudantes a luta dos trabalhadores, nós dentro da universidade devemos nos ligar profundamente as lutas que acontecem fora da universidade, e que as nossas entidades também sirvam para se posicionar em apoio as lutas, e que possamos amplamente fazer campanhas, para poder ainda mais divulgar e fortalecer essa luta".

Fotos na frente da Unilever:

Vídeo do Movimento Nossa Classe e da Faísca em total solidariedade:




Comentários

Comentar