Sociedade

USP

Trabalhadores do HU votam paralisar contra o fechamento dos pronto-socorros

Após reunir todos os turnos do Hospital Universitário, os trabalhadores votaram paralisar e aderir à mobilização dos estudantes e moradores contra o desmonte do hospital.

Babi Dellatorre

Diretora do SINTUSP

terça-feira 12 de dezembro de 2017| Edição do dia

No dia 21 de novembro, o pronto-socorro infantil foi fechado gerando um enorme descontentamento na população, que só tem este hospital na região, e entre os estudantes, que já estavam com seus estágios restritos porque o PSI vinha sendo fechado das 19h às 7h. Seguindo o desmonte, na primeira semana de dezembro o pronto-socorro adulto da clínica médica também foi fechado por falta de médicos. O atendimento e o ensino estão profundamente prejudicados.

O movimento de estudantes e moradores já realizou 3 atos dentro e fora da USP, “dormidaço” e intervenções artísticas na frente do HU. A entrada dos funcionários nessa mobilização chega pra dar força e é importante que cada um converse com seus colegas nos setores para organizar a escala (ainda mais) mínima.

Vamos juntos na defesa do HU como hospital-escola pra garantir o ensino, a pesquisa, a extensão e os empregos, lutando por mais verba para as universidades e para a saúde.




Tópicos relacionados

Hospital Univeristário da USP   /    Sociedade   /    Educação   /    Saúde   /    USP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar