Internacional

LUTA CONTRA DEMISSÕES ARGENTINA

Trabalhadores de PepsiCo e delegados dos caminhoneiros bloqueiam depósito de TASA

A medida de força dos trabalhadores tem lugar em um depósito situado em Tortuguitas, província de Buenos Aires. A multinacional alimentícia despediu de maneira ilegal 600 trabalhadores.

quinta-feira 29 de junho| Edição do dia

Desde as 5:50 da madrugada, trabalhadores de PepsiCo junto a delegados do sindicato Caminhoneiro, levam a frente um bloqueio na porta do depósito TASA, que se encontra localizado em Tortuguitas, província de Buenos Aires.

Com esta medida, os trabalhadores reclamam contra as 600 demissões que tiveram lugar na multinacional alimentícia como resultado do fechamento ilegal levado a cabo pela companhia de capitais norte-americanos. O depósito TASA distribui os produtos da multinacional. A medida implica impedir a saída e entrada dos caminhões de PepsiCo.

A atividade foi discutida e definida ontem, quarta, pelos próprios trabalhadores. Na sede da CGT aconteceu uma reunião em que participaram os integrantes da comissão interna, trabalhadores da empresa e Pablo Moyano (secretário geral de caminhoneiros e secretário gremial da central) junto a outros dirigentes.

Mais de 60 trabalhadores de PepsiCo se encontram participando nesta ação, que ocorre ao mesmo tempo que segue se sustentando a vigília na ocupação da planta.

Mais informações: PepsiCo: trabalhadores se mantém na planta protegendo sua fonte de trabalho

Na manhã de sexta se encontra convocada uma reunião para organizar a solidariedade com esta importante luta.




Tópicos relacionados

Argentina   /    Internacional

Comentários

Comentar