Mundo Operário

LUTA DE CLASSES

Trabalhadores da saúde fazem ato no Rio contra atraso de salários

Como denunciamos ontem trabalhadores de 3 hospitais estaduais do Rio estão sem receber o salário. Hoje foram na porta da Secretaria de Saúde contra essa situação absurda.

quinta-feira 18 de junho| Edição do dia

Foto: Nenhum serviço de saúde a menos

Enquanto lutam incessantemente contra a pandemia, os profissionais da saúde veem sendo tratado de forma absurda pelos governos. Se já não bastassem as péssimas condições de trabalho, ainda tem que enfrentar outra luta: garantir o pagamento dos seus salários.

Conforme denunciamos ontem no Esquerda Diário, trabalhadores de saúde de 3 hospitais do Rio estão sem receber seus salários. Além disso também denunciam ameaças de demissões - sem justa causa e verbas rescisórias. Todos estes trabalhadores de OS.

No dia de hoje os trabalhadores do Hospital Anchieta foram até a porta da secretaria estadual de saúde exigir o pagamento dos seus salários. Enquanto Witzel é acusado de desviar dinheiro para comprar respiradores que nunca chegaram, deixa os trabalhadores da saúde sem salário. Sua responsabilidade é conjunta com as OS, o que mostra como a privatização da saúde serve apenas para precarizar o trabalho e o serviço. Por isso, apoiamos os trabalhadores em sua luta.




Tópicos relacionados

saúde pública   /    Wilson Witzel   /    Saúde   /    Rio de Janeiro   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar