Mundo Operário

GREVE UNICAMP

Trabalhadores da Unicamp decidem pelo fim da greve

sexta-feira 12 de agosto| Edição do dia

Depois de quase 3 meses em greve, os trabalhadores reunidos em assembleia nessa quinta-feira 11, decidiram pelo fim da greve, que teve início depois que o Conselho de Reitores das Universidades Paulistas apresentaram a proposta ínfima de 3% de reajuste salarial frente à uma inflação de mais de 10%. A reitoria, assim como foi intransigente no processo de negociação com os estudantes em greve e ocupados na reitoria, se negou a negociar as pautas dos trabalhadores e oficializou nas últimas semanas o corte de ponto dos funcionários em greve, deslegitimando o direito de luta dos trabalhadores.

Além do fim da greve, os trabalhadores decidiram ajuizar o pedido de dissídio coletivo e na próxima quarta-feira haverá uma reunião com a reitoria para cobrar a retirada dos cortes nos salários e um calendário de negociação das demais pautas. Os funcionários voltam ao trabalho nesta segunda-feira 15, e na quinta-feira (18) haverá uma paralisação e uma Assembleia para decidir quais os próximos rumos do movimento.

É preciso fortalecer uma ampla campanha democrática contra as punições na Unicamp, Tadeu deixou sua mascara do dialogo cair e demonstrou durante esses meses de luta que está disposto a perseguir estudantes em luta e impedir o direito legítimo de greve dos trabalhadores, retirando seu ganha pão. O encerramento da greve das três categorias da Universidade aponta o próximo passo para reverter essa truculência e preparar para novas batalhas que virão.

"Mesmo em tempos difíceis, nossa categoria fez a luta mais bonita que pôde construir. O opressor só precisa de 2 coisas: o meu silêncio e o seu silêncio. Nós não nos calamos! Nós não nos calaremos! Nós vamos até ali, reorganizar as nossas forças e daqui a pouco voltamos. Presta atenção Tadeu! Daqui a pouco a gente volta!!!" - Vivien Ruiz - Funcionaria da Unicamp a 30 anos.




Tópicos relacionados

Greve das estaduais paulistas   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar