Mundo Operário

UFSCAR

Trabalhadores da Ufscar entram em greve contra a Reforma Trabalhista

segunda-feira 13 de novembro| Edição do dia

Em meio a um cenário caótico após a aprovação da Reforma Trabalhista, os trabalhadores da UFSCar entraram em greve nesta segunda-feira, 13, como forma para resistir a esse profundo ataque aos seus direitos e à sua vida. A greve conta com ampla adesão do setor, sendo quase 1,2 mil funcionários paralisados no dia de hoje, o que representa 70% da categoria.

Os funcionários da UFSCar estão se mobilizando com outros trabalhadores de universidades federais contra o aumento de repasse previdenciário de 11% para 14% e mudanças no plano de carreira dos servidores. Até a última sexta-feira, já eram 27 institutos aderindo à greve na UFSCar, de acordo com o Sindicato da categoria. Os trabalhares estão marcando uma marcha para Brasília para o dia 28 de novembro, na intenção de intensificar a mobilização para poder resistir aos ataques do governo Temer.

Desde que a Reforma trabalhista entrou em vigor, no sábado, dia 11, o Brasil tornou-se um pais campeão no que diz respeito à exploração do trabalho. Desde então os trabalhadores já estão sofrendo na pele os reflexos da nova legislação, como o caso de um trabalhador que teve que pagar por ação judicial na Bahia. A Reforma prevê que o negociado fique acima do legislado, desta forma abre as portas para que os grandes empresários explorem ainda mais os funcionários, deixando-os a mercê do bel prazer das empresas.

Saiba mais sobre a Reforma Trabalhista em:

> 7 pontos da Reforma Trabalhista que tornarão a vida do trabalhador brasileiro um inferno

> Reforma Trabalhista, a nova desculpa de Temer para atacar aposentadoria: entenda




Tópicos relacionados

Reforma Trabalhista   /    Universidade   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar