Mundo Operário

FECHAMENTO DA FORD

Trabalhadores da Ford fazem manifestação contra fechamento da fábrica

terça-feira 26 de fevereiro| Edição do dia

Como resolução de assembleia na porta da fábrica em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, debaixo de chuva, trabalhadores da Ford realizaram pela manhã uma manifestação até a prefeitura da cidade. O objetivo é dialogar com a população sobre o anúncio da empresa de fechar a fábrica.

O sindicato dos metalúrgicos do ABC começou nas redes sociais uma campanha para que ninguém compre carros da marca até que essa situação seja resolvida.

Esse grande ataque da Ford é parte do plano de Bolsonaro e Paulo Guedes, que já deu seu aval para fechar as fábricas, arruinar nossas vidas para favorecer os capitalistas. A principal meta deste plano é a Reforma da Previdência, que fará trabalhadores e trabalhadoras morrerem trabalhando antes de aposentar.

A Ford e os governos estão unidos. O prefeito Orlando Morando e João Doria querem encontrar um novo patrão para usar o maquinário e a mão de obra da Ford e movimentar bilhões de reais via impostos, precarizando os postos de trabalho e demitindo quem consideram descartáveis. Para manter os empregos, direitos e salários, a luta contra o fechamento deve ser também pela estatização da fábrica, efetivação dos terceirizados e o controle da produção nas mãos dos trabalhadores.

O movimento Nossa Classe - Indústria faz um chamado: “Contra a ameaça absurda da Ford de deixar milhares de famílias na rua é fundamental o mais amplo apoio e solidariedade de outros trabalhadores e de toda a população. Barrar as demissões na Ford é parte de construir um obstáculo para a reforma da previdência. É preciso unificar os trabalhadores em luta para vencer!”

Confira a nota completa em: Unificar as lutas contra o fechamento da Ford e a Reforma da Previdência!




Tópicos relacionados

Ford   /    ABC paulista   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar