Mundo Operário

RIO DE JANEIRO

Trabalhadores combatem a pandemia sem receber salários nos Hospitais de Wilson Witzel

O Esquerda Diário está recebendo denúncias de não pagamento de trabalhadores da Saúde por Organizações Sociais no Rio de Janeiro.

quinta-feira 11 de junho| Edição do dia

Por meio de uma denúncia anônima, trabalhadores do Hospital Estadual Anchieta revelaram que estão trabalhando sem receber durante a pandemia. Sem salários e sem EPI’s, a Organização Social Instituto Diva Alves do Brasil (IDAB) assinou a contratação dos trabalhadores no início de maior e até hoje não pagou.

Segundo informa a denúncia: "O hospital era Clínica médica. Em Março passou por uma reforma para recebermos os pacientes de coronavírus. Ficamos com 95% dos nossos 75 leitos ocupados. Tudo fluía normalmente, quando de repente entrou a OS IDAB e para não sairmos do hospital pedimos demissão da APPA (OS). Optamos para ficarmos na IDAB. De repente chegamos no hospital dia 14 de Maio e encontramos uma nova direção é sua equipe, assessores, secretárias e nenhuma satisfação foi nos passada. Ligamos para o Rapaz que ficou respondendo pela IDAB e o mesmo falou que a secretaria não passou o repasse."

Em plena pandemia, o jogo de empurra entre Witzel e as Organizações Sociais deixa trabalhadores da saúde à deriva, sem salários e sem material de proteção. Tudo isso enquanto seu governo é investigado com secretários presos por denúncias de superfaturamento.

Segue a denúncia: "Tivemos nossas carteiras assinadas do dia 1 de Maio a 13 de Maio. O mês de Abril receberíamos por RPA (Recibo de Pagamento Autônomo). A Fundação assumiu um compromisso de nos pagar àa partir do dia 14 de Maio até dia 31 no quinto dia útil, e isso não aconteceu, e cada vez que alguém liga para a Fundação é uma data diferente. Resumo, trabalhamos até hoje sem pagamento e sem passagem."

Hospital Estadual Anchieta já passou por poucas e boas nas mãos das gestões da prefeitura e do Estado do Rio de Janeiro. Não é a primeira vez que trabalhadores ficam sem receber, o Hospital já foi ameaçado de ser fechado, já fico sem pagamento durante a gestão de Pezão, Já trocou inúmeras vezes de OS. Este é o descaso dos governantes do Rio com a saúde pública, que segue mesmo durante a pandemia.




Tópicos relacionados

Wilson Witzel   /    Rio de Janeiro   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar