Sociedade

TRANSPORTE PÚBLICO

Trabalhadores cariocas são os que mais sofrem com transporte público no mundo

Estudo realizado entre 74 cidades pelo mundo, Rio se encontra na última colocação. Mostrando a precariedade do transporte público da cidade.

sexta-feira 13 de julho| Edição do dia

Os cariocas passam em torno de 1h30 por dia no transporte público. Isso sem contar os 19 minutos, em média, que perdem esperando para poder pegar a condução. A cidade teve a pior classificação dos 74 principais centros de transporte analisados pela instituição de pesquisa Expert Market, sendo importante frisar que tal precarização é intensamente mais sentida pela classe trabalhadora carioca. Mas ela não está sozinha. São Paulo, Salvador e Brasília também aparecem na lista, em terceiro, quinto e sétimo lugar respectivamente.

O estudo que se baseia em indicadores como tempo de viagem, distância percorrida, tempo de espera para pegar o transporte público, as baldeações necessárias em uma única viagem e o custo mensal do transporte, considerando o salário médio da população.

Além de problemas já indicados, o Rio também sofre com preços elevados da passagem, algo que de acordo com o estudo o trabalhador que necessite de apenas uma condução para ir e para voltar do trabalho, que já não é sua maioria , ele gastará cerca de R$ 160 por mês, o que compromete 9,4% do seu salário, em média.

O que estudo não mostra são razões de tal precarização nos transportes, com projetos de mobilidade superfaturados, corrupção e atendimento prioritário a partes mais ricas da cidade, a política de transportes no Rio só pode ser alterada com uma total estatização dos transportes públicos com gestão dos trabalhadores e usuários para melhor servir suas demandas.




Tópicos relacionados

Precarização do Transporte Público   /    Sociedade   /    Transporte   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar