Internacional

Trabalhadoras e trabalhadores precários do Chile lançam manifesto por seus direitos trabalhistas

No marco do 1º de maio, os sindicatos chilenos que agrupam as trabalhadoras e trabalhadores de Starbucks, Mc Donalds e Burguer King entre outros, lançaram um manifesto chamando a enfrentar a pandemia e a ofensiva patronal contra seus direitos.

terça-feira 5 de maio| Edição do dia

Com o centro de Santiago de Chile, tomado por forças especiais de carabineiros, polícia e militares, um grupo de trabalhadoras e trabalhadores de redes de fast food filmaram nas ruas da cidade diversos fragmentos de um “Manifesto pela dignidade trabalhista em tempos de crise”.

[

]

No manifesto, as organizações de fast food, comércio e outras, realizam uma crítica a política que foi desenvolvida pelo governo de Piñera no marco da pandemia.
Segundo o manifesto, estas políticas reforçaram a posição das empresas e debilitado ou deixado completamente indefesos aos e as trabalhadores. “enquanto vivemos isso em nossos lares, um grupo de grandes transnacionais se aproveitaram dessa situação para afetar nossas condições de vida graças a uma lei que possibilita a suspensão das e dos trabalhadores.”

Com essa declaração, se somam ao caminho que abriram trabalhadoras e trabalhadores que se organizam para enfrentar as políticas de ajuste ao redor do mundo: “Em todo o mundo há trabalhadores rechaçando as políticas que tanto nos prejudicaram. Nos EUA trabalhadores de redes de fast food ou Amazon organizaram protestos em seus locais de trabalho, na Europa exigiram paralisação das atividades por falta de cuidados para evitar contágio e a reconversão da produção para produtos que ajudem a combater a pandemia. Na Argentina e Brasil jovens se organizam para lutar contra suspensões de contratos e reduções de salário.”
Finalmente fazem um chamado a ação e a coordenação de todos os setores afetados pelas suspensões e demissões, com uma forte ênfase na juventude precarizada que são empurradas como ovelhas ao matador pelas grandes transnacionais.

Link da matéria original com manifesto em espanhol: https://www.laizquierdadiario.com/Trabajadoras-y-trabajadores-precarios-de-Chile-lanzan-manifiesto-por-sus-derechos-laborales




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Luta de Classes   /    Chile   /    Internacional

Comentários

Comentar