Juventude

UNICAMP

Trabalhadora da Unicamp publica apoio à greve estudantil

sexta-feira 5 de agosto| Edição do dia

No dia 3 de agosto, uma trabalhadora do Arquivo Edgard Leuenroth (AEL), no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp, publicou em grupo do Facebook seu apoio à greve histórica dos estudantes, em que os do seu instituto tiveram uma participação muito importante:

Aos estudantes, a greve é um momento interessante e muito educativo, pra quem quer aprender. Aprender através da observação, análise e atuação dos fatos, das falas, do contexto politico e econômico, dos sentimentos que pairam no ar, sentimentos de ódio, de solidariedade, de indignação, mas é sempre preciso, na minha avaliação pensar e pensar sobre todos eles. No momento , o que penso da nossa greve conjunta?? Momento pra ficar na lembrança, como nas fotos que temos em nosso acervo, assembleias lotadas, o movimento estudantil renovado, com pautas que vão pra além de mais do mesmo, movimento estudantil pensando e propondo soluções que questionam a desigualdade e a estrutura de poder na Unicamp, só por isso já valeu lutar ao lado de vocês estudantes. E nós, trabalhadores, golpeados como estamos sendo em âmbito federal e estadual, por todos que estão no poder, só resta uma saída digna, lutar e lutar, não somente por salário , mas por ter direito á fala , à participação nas decisões, gritar bem alto que existimos e não podemos ser ignorados e que s luta maior começa agora, no
dia-a-dia, em ano eleitoral, quando se inicia a caça aos votos, dos poderosos que estão e desejam permanecer no poder. Os tempos são sombrios, o retrocesso é grande, mas o que nos resta se não lutar, e lutar juntos? Acredito que 1968 não terminou mesmo e mais , acho que 1888 também não terminou!!! Vamos em frente e vamos de mãos dadas!!




Tópicos relacionados

Greve das estaduais paulistas   /    Unicamp   /    Campinas   /    Juventude   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar