30J

Tomar a Greve Geral em nossas mãos: campanha se espalha pelo país

Os capitalistas querem fazer com que os trabalhadores paguem por uma crise que eles criaram. Uma forte greve geral pode ser capaz de derrubar Temer, as reformas e impor uma Constituinte que mude as regras do jogo.

terça-feira 27 de junho| Edição do dia

A campanha para que os trabalhadores tomem em suas mãos a Greve Geral do dia 30 se espalha pelo país, através de panfletagens, comandos de base e assembleias onde participam os companheiros que constroem a Faísca, o Pão e Rosas, o Movimento Nossa Classe e o Movimento Revolucionário de Trabalhadores.

Ainda que tenha sido agendada para o dia 30 e que haja muita energia e disposição entre todas as categorias de trabalhadores e entre a juventude estudantil, as centrais sindicais tiveram um vacilo na convocação.

Apenas com uma forte organização será possível derrotar Temer, os golpistas e as reformas, que tem como fundamento fazer com que os trabalhadores paguem pela crise que os capitalistas criaram. Levantamos a necessidade de que essa lógica se inverta e que, com uma Constituinte, mudemos as regras do jogo para que os trabalhadores possam, de fato, definir os rumos da política.




Comentários

Comentar