Política

FORA TEMER

Todos ao ato pelo Fora Temer em BH

O ato será amanhã às 10h na Praça Sete, em Belo Horizonte. Venha com a gente para fortalecer a luta contra as privatizações, contra o governo golpista do Temer e exigir da CUT e da CTB que rompam com o PT para lutar desde as bases de trabalhadores contra as privatizações, contra as vendas das riquezas naturais e os demais ataques desse governo golpista a serviço dos interesses imperialistas.

Flavia Valle

Professora, Minas Gerais

sábado 30 de julho de 2016| Edição do dia

Foto: Maxwell Vilela

Ontem a Petrobras anunciou a venda dos 65% que possuía do imenso campo de Carcará, parte do Pré-Sal, para a norueguesa Statoil. Essa venda foi inclusive ilegal passando por cima da atual legislação, que obriga a Petrobras a ficar com no mínimo 30% dos campos da área do Pré-Sal. E foi a preço de banana, 2,5 bilhões de dólares. O governo golpista de Michel Temer passa por uma estabilização relativa e a burguesia que o apoiou em peso, como a FIESP e a Rede Globo, pedem pressa para atacar os trabalhadores e o povo pobre.

Dilma, Lula e o petismo, assim como não lutaram de verdade contra o golpe, se negam a lutar contra o governo Temer, obedecendo as ordens de Lula de “não incendiar o país” e de oposição comportada, que tem como estratégia os acordos parlamentares com a direita e a confiança no judiciário com o pedido de “Lava Jato contra todos corruptos”, onde os trabalhadores e a juventude são meros espectadores. Por isso que não vimos uma única paralisação da classe trabalhadora na luta contra o golpe.

O judiciário vem mantendo e aprofundando as arbitrariedades procurando mediar a crise política, com o golpista Sérgio Moro e a Lava Jato buscando atacar os sistemas de corrupção petistas para substituí-los pelos sistemas dos tucanos do PSDB. O judiciário quer generalizar as violações de direitos democráticos tão comuns contra os negros e pobres e se fortalecer como instrumento dos grandes empresários nacionais e dos estrangeiros imperialistas.

Exigimos da CUT, CTB, UNE e MST, que dizem se opor ao golpe, que deixem de ser palavras as paralisações e as greves que chamam nos calendários de luta contra os ataques do governo golpista, e organizem já assembleias desde as bases, onde todos trabalhadores e jovens possam ser sujeitos políticos. Enquanto permanece a paralisia destas burocracias sindicais controladas por PT e PCdoB e a classe trabalhadora não entra em cena, o governo golpista sente as mãos livres para atacar à mando dos empresários nacionais e entregar nossas riquezas naturais ao capital internacional/imperialista. Essa luta deve ser parte do questionamento dessa democracia degradada em que vivemos e impor pela luta uma nova Constituinte livre e soberana, pra decidir sobre todo o funcionamento do país e do sistema político.

Chamamos todos ao ato convocado pelo Frente Povo Sem Medo pelo “Fora Temer” em diversas capitais, e que em Belo Horizonte será amanhã (31), às 10:00, na Praça Sete.




Tópicos relacionados

Privatização da Petrobras   /    Governo Temer   /    Belo Horizonte   /    Política

Comentários

Comentar