Educação

EDUCAÇÃO SP

Todos amanhã no ato contra mais um ataque de Doria à educação e aos professores

terça-feira 8 de outubro| Edição do dia

Na semana passada o governador João Doria baixou nova portaria alterando os critérios de atribuição de aulas na rede estadual. Trata-se de mais uma investida de Doria contra a educação e os professores, que se soma aos seus ataques anteriores numa tentativa generalizada de reestruturação da área, com a implementação de um modelo de educação do mercado através dos programas NOVOTEC e INOVA.

Saiba mais: Novotec: governo Doria prepara a rede estadual paulista para a reforma do Ensino Médio

Saiba mais: INOVA, a educação do desemprego e da precarização

Doria pretende com a medida dividir ainda mais a categoria, impondo um arbitrário sistema de classificação. A resolução estabelece como critério que os professores que escolherem a carga horária máxima, de 32 aulas, ganham 2 pontos e tem preferência na atribuição. Esse critério desconsidera o tempo de serviço dos professores, prejudicando aqueles que tem mais tempo de magistério e representando um ataque a carreira docente.

Além disso, para a aprofundar a divisão entre os professores, não foram abertas inscrições para professores categoria O. Deixando claro o objetivo do governo de acabar com esses profissionais, que realizam as mesmas funções dos concursados, mas não gozam dos mesmos direitos e nem possuem um vínculo empregatício duradouro.

Não podemos permitir esses ataques! Para barrar a implementação dessa portaria e da educação de mercado que Doria quer impor é necessário nos organizarmos. Discutindo em nossas escolas esses ataques para unir a categoria e a comunidade escolar contra o avanço desse projeto, impondo uma mobilização pela defesa da educação. Chamamos todos os professores a participarem do ato amanhã dia 09/10, na praça da República as 14h, para darmos uma resposta contra todos os ataques de Doria.

Veja o vídeo da Professora Maíra Machado, do Movimento Nossa Classe Educação e Diretora Executiva da Apeoesp pela oposição, fazendo um chamado a categoria para compor o ato.




Tópicos relacionados

Professores São Paulo   /    Educação   /    Professores

Comentários

Comentar