Política

OCUPAÇÃO DF

"Todo apoio a luta por moradia no DF e liberdade para Thiago Ávila", diz Letícia Parks

quarta-feira 7 de abril| Edição do dia

Foto: reprodução

Ibaneis Rocha, o governador milionário e racista do Distrito Federal, mandou sua polícia novamente para uma ação de reintegração de posse na ocupação do CCBB. Em meio a pandemia, onde no DF mais de 6 mil pessoas morreram por covid e 97% dos leitos hospitalares públicos estão ocupados, o governo decide por jogar famílias inteiras na rua, como se existisse qualquer garantia de sobrevivência para esses trabalhadores, num país assolado pelo desemprego, a fome e as milhares mortes diárias.

Os moradores foram atacados pelos os agentes fardados da burguesia que não mediram esforços: espancaram, bateram, chutaram os moradores da ocupação - uma maioria negra e trabalhadora - e derrubaram suas casas e a Escolinha do Cerrado, onde ativistas permaneciam em seu telhado tentando não permitir a sua destruição.

Letícia Parks, militante do MRT e fundadora do Quilombo Vermelho, publicou em seu twitter seu rechaço aos capitalistas que colocam seus lucros e interesses acima da vida da grande massa trabalhadora.

Thiago Ávila (PSOL) e mais três ativistas foram presos durante a ação da polícia racista e foram proibidos de se comunicarem com seus advogados. Um vídeo de Thiago mostra o momento em que a Escolinha do Cerrado é destruída com ativistas em seu telhado (veja nesta matéria).

Nós do Esquerda Diário rechaçamos a Lei de Segurança Nacional, verdadeira herança da ditadura militar, que agora o governo usa contra nós trabalhadores que lutamos contra os ataques dessa classe dominante, tentando nos intimidar a não lutarmos para que sejam eles que paguem por essa crise. Toda a solidariedade aos moradores da ocupação do CCBB no DF! Liberdade imediata dos ativistas que lutam contra a reintegração de posse!




Tópicos relacionados

LSN   /    Brutalidade policial   /    Repressão policial   /    Ocupação   /    Pandemia   /    DF - Brasília   /    Trabalhadores   /    Violência policial   /    Política

Comentários

Comentar