Mundo Operário

GREVE DE METROVIÁRIOS

Todo apoio à greve dos Metroviários de Belo Horizonte, no dia 24

Após trabalhadores metroviários de Belo horizonte terem sido infectados, a categoria chama greve para essa quarta feira dia 24, reivindicando melhores condições de trabalho para poderem trabalhar sem o risco tão grande de contaminação.

terça-feira 23 de junho| Edição do dia

Imagem: Divulgação

O país está passando pela fase mais aguda da pandemia até agora. Após trabalhadores metroviários de Belo horizonte terem sido infectados, a categoria chama greve para essa quarta feira dia 24, reivindicando melhores condições de trabalho para poderem trabalhar sem o risco tão grande de contaminação. A greve reivindica sobretudo, escala mínima de trabalho para que assim evitar o colapso no sistema de transporte público.

Já foram registradas mais de 45 mil mortes e mais de um milhão de infectados. Em BH já são 84% dos leitos ocupados e enquanto isso Bolsonaro e os governadores ordenam a reabertura dos comércios os números de mortos e infectados não param de subir. Os trabalhadores dos transportes públicos tais como metrô e ônibus são uma categoria da qual mais está exposta a contaminação por COVID-19 uma vez que com a aprovação das MP’s da morte os empresários reduziram a quantidade de funcionários e o contingente de ônibus em circulação, assim aumentando o número de transportes lotados e a aglomeração da população dentro dos transportes.

Conversamos com Flavia Valle, professora da rede estadual de Minas Gerais sobre a importância do apoio a essa greve: "Os metroviários são uma categoria importante para o funcionamento da cidade e ao mesmo tempo uma categoria precarizada que sofre os impactos do coronavírus, já tendo casos de funcionários infectados. É extremamente necessário que a CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) garanta EPIs para os trabalhadores e toda a segurança sanitária necessária em conjunto com a escala mínima de trabalho exigida, para evitar ao máximo o índice de contaminação nos metrôs e dos trabalhadores. Todo apoio à greve dos metroviários com a redução da escala de atendimento."




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Metrô BH   /    Greve   /    Metrô   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar