Mundo Operário

Toda solidariedade com Juary Chagas, bancário em Natal demitido por perseguição política

segunda-feira 28 de novembro| Edição do dia

Frente a decisão política da Caixa Econômica Federal, de suspender Juary Chagas, bancário em Natal (RN), de cortar seu salário e entrar na justiça com pedido de demissão por justa causa. Nós do Esquerda Diário Nordeste e bancários do Movimento Revolucionário dos Trabalhadores (MRT) e do Movimento Nossa Classe nos solidarizamos com Juary Chagas e entendemos que se trata de uma perseguição por sua atuação política e sindical.

Juary Chagas, que trabalha na agência da Ribeira na cidade de Natal (RN), e faz parte da Executiva da CSP-Conlutas do Rio Grande do Norte, foi diretor do Sindicato dos Bancários do estado e é militante do Movimento por uma Alternativa Independente e Socialista (MAIS). Além do exercício profissional de bancário, Juary Chagas participa de numerosas lutas e encontros acadêmicos e políticos conosco que construímos cotidianamente nossa militância no Esquerda Diário no Nordeste.

Esta demissão política faz parte dos ataques do governo golpista institucional de Michel Temer aos trabalhadores e a juventude e de sua política de desmonte dos bancos públicos.

Em primeiro lugar, nos solidarizamos de forma imediata e ativamente com nosso companheiro Juary Chagas e nos manifestamos pela sua imediata reincorporação frente a este novo ataque da patronal bancária.

Nós do Esquerda Diário no Nordeste, assim como os bancários e militantes do Movimento Revolucionário dos Trabalhadores (MRT) em outros estados, estamos à disposição para construir as medidas de lutas necessárias à sua reincorporação.




Tópicos relacionados

Mundo Operário

Comentários

Comentar