Mundo Operário

SÃO PAULO

"Tenho muito orgulho de ser trabalhadora" responde vendedora de picolé e post viraliza

Vendedora de picolés é constrangida por fazer seu trabalho mas não abaixa a cabeça, dá resposta à altura nas redes sociais e post viraliza

Mariana Duarte

Estudante de Letras da USP

sexta-feira 3 de novembro| Edição do dia

No último sábado (28) Bruna Atanazio, moradora de de Jales, município no interior de São Paulo, foi ridicularizada por duas meninas que passavam próximas à seu carrinho de picolés. A vendedora de sorvete afirmou que as meninas riram e tiraram sarro dela, mas em post em seu facebook, que após horas publicado viralizou na internet, mostra que não se envergonha de seu trabalho: “Quem não precisa de dinheiro tem vergonha de trabalhar como eu trabalho. Não tem coragem de fazer o que eu faço.”

O post que já ultrapassa as 130 mil curtidas e 17 mil compartilhamentos e mais de 4 mil comentários demonstrou um grande apoio à Bruna por parte dos internautas, que ressaltam sua coragem e dignidade. Neste, Bruna coloca como muitas vezes não é fácil realizar a tarefa de passar o dia inteiro debaixo do Sol para vender os picolés e que em muitos momentos pensa em desistir devido às precárias condições de trabalho.

Nos solidarizamos e demonstramos todo apoio à trabalhadora Bruna que cotidianamente trabalha arduamente apesar de seu emprego precário, muito diferente dos políticos corruptos deste país que seguem roubando dinheiro da população e retirando direitos dos trabalhadores. Em "tempos de golpe" e de Reforma Trabalhista os trabalhadores informais e sem direitos assegurados serão cada vez mais castigados por este governo golpista que querem fazer com que os trabalhadores paguem pela crise que não causaram. O esquerda diário se coloca à serviço de todos os trabalhadores que, como Bruna, são fundamentais para o funcionamento da sociedade, para qualquer tipo de denúncia ou manifestação.




Tópicos relacionados

Reforma Trabalhista   /    Trabalho Precário   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar