Política

TEMER E PSDB

Temer vai ao nordeste tentar agradar e manter o PSDB na sua base

Apesar da pressão do chamado Centrão para ocupar ministérios do PSDB, Temer decidiu agradar os tucanos e confirmou presença no lançamento do programa Cartão Reforma ao lado do ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), em Caruaru (PE). A viagem de Temer é vista como um "simbolismo" para mostrar a boa relação com a legenda, embora a sigla tenha divergências internas.

terça-feira 18 de julho| Edição do dia

Foto: Beto Barata/PR

O objetivo de Temer é de pacificar a relação com o PSDB e garantir os votos que ainda têm do partido, mesmo com as dissidências, para barrar no plenário a denúncia de corrupção passiva contra ele.

Em caráter reservado, um membro da Executiva do PSDB contou para a reportagem do O Estado de S. Paulo que Temer já procurou os quatro ministros da sigla e garantiu que eles não perderão seus cargos. Segundo essa mesma fonte ouvida pela reportagem, Temer pediu, porém, engajamento no movimento para "virar" votos na bancada. O golpista está otimista de que conseguirá manter os tucanos dos ministérios em sua base e, com isso, garantir os votos contrários aos prosseguimento da denúncia do que está sendo anunciado.

Da semana passada para cá, Temer se reuniu com Bruno Araújo pelo menos três vezes. O ministro tem ajudado a contornar problemas em várias alas do partido, que defendem o desembarque do governo Temer.

Com o Congresso em recesso a partir de hoje, Temer vai usar as duas próximas semanas para uma ofensiva de anúncios de medidas positivas e continuar mantendo negociações não só com os tucanos, mas também com parlamentares do DEM, partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), primeiro na linha sucessória da Presidência da República e que vem se afastando de Temer e causando certo desconforto para o Planalto.

O PSDB vem reunindo suas lideranças há semanas sem conseguir chegar a um acordo se desembarca do governo ou não. Com a reforma trabalhista já aprovada, o que era de bastante interesse do PSDB, a relação dos tucanos com Temer fica ainda mais estremecida e, por isso, Temer tentará por todas as vias manter seus aliados para tentar garantir que o plenário não aprove o prosseguimento da denúncia contra si.

Com informações da Agência Estado.




Tópicos relacionados

PSDB   /    Governo Temer   /    Política

Comentários

Comentar