Sociedade

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Temer tem pressa com a Previdência: quer que você trabalhe até a morte

O governo Temer e seus aliados trabalham noite e dia na última semana. Almoços, jantares, cafezinhos. E dinheiro. Muito dinheiro. Já são 30 bilhões para comprar os deputados e empresários, e mais 500 milhões para as centrais sindicais traidoras que foram “pedir à bença” do golpista e desarticular a greve nacional de trabalhadores.

quinta-feira 7 de dezembro| Edição do dia

Nessa quinta-feira a tarde, Temer e Rodrigo Maia se reúnem novamente para atualizar a contagem de votos. Até o momento, PMDB e PTB são os partidos que fecham questão para a bancada votar integralmente a favor da Reforma. O presidente do PSDB, Alberto Goldman, diz trabalhar para aumentar o número de deputados que votarão a favor. PR e DEM, no mesmo caminho.

O governo já admite a dificuldade de votar nessa semana. Tudo dependerá das contas nos bastidores, mas Maia já trabalha com a hipótese da votação ocorrer no próximo ano ou botar o projeto em votação na última semana, na véspera do recesso. Ao apagar das luzes, querem apagar com o nosso direito à aposentadoria.

Serão dezenas de milhões de brasileiras e brasileiros afetados se esse projeto for aprovado. Um ataque à todos trabalhadores, em que veremos professores morrendo na sala de aula e a todo o funcionalismo, ou a diversas categorias de trabalhadores em estados cuja expectativa de vida é abaixo dos 65 anos.

Em nome do lucro dos empresários, banqueiros, especuladores e ruralistas, os golpistas trocam o lucro por nosso sangue. Mas nossas vidas valem mais que o lucro deles. Não vamos trabalhar até morrer, abaixo a Reforma da Previdência! Precisamos organizar uma greve geral já! É possível organizar a força dos trabalhadores e assim derrubar a reforma da previdência e com essa força avançar à anulação da escravista reforma trabalhista.

Divulgue os textos do Esquerda Diário nas redes sociais e nos envie seu vídeo, sozinho ou com seus colegas no local de trabalho, dizendo porque é contrário à Reforma. Podem mandar também sua foto com as hashtags: #NaoaReformadaPrevidencia #GreveGeralJá.




Tópicos relacionados

Fora Temer   /    Reforma da Previdência   /    Governo Temer   /    Michel Temer   /    Sociedade   /    Política

Comentários

Comentar