Política

GOVERNO TEMER

Temer planeja PEC que o protege de ser julgado por crime de responsabilidade fiscal

A "regra de ouro" é responsável por evitar que a União emita dívidas superiores ao que possa pagar, deixando restos para o governo seguinte. Correndo risco de responder por crime de responsabilidade, Temer e seus aliados formulam PEC que quebra tal regra.

quinta-feira 4 de janeiro| Edição do dia

A trupe de golpistas aliados à Michel Temer discutiram uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que quebrara a "regra de ouro", protegendo Temer e futuros presidentes de serem condenados por crime de responsabilidade fiscal.

Esta regra é responsável por evitar que a União emita dívidas superiores ao que possa pagar, implicando em deixar restos para governos posteriores. Atualmente, a lei considera crime de responsabilidade fiscal, sendo que o presidente pode até mesmo sofrer um impeachment.

Rodrigo Maia (DEM), Henrique Meirelles (ministro da Fazenda), Dyogo Oliveira (ministro do Planejamento) e Alexandre Baldy (ministro de Cidades) se reuniram nesta manhã de quinta-feira (4) para debater sobre a proposta que permite o descumprimento desta regra sem qualquer tipo de penalidade. Na nova lei, o presidente escapa até mesmo do processo de impeachment.

Enquanto isso, Temer continua batalhando para conquistar sua base e aplicar a reforma da previdência, jogando para os trabalhadores a conta da crise. Para isso, gasta bilhões de reais comprando deputados corruptos e fazendo aliança com empresários.




Tópicos relacionados

Rodrigo Maia   /    Reforma da Previdência   /    Governo Temer   /    Michel Temer   /    crise econômica   /    Política

Comentários

Comentar