Política

PRIVATIZAÇÃO

Temer mente ao dizer que privatização está gerando empregos

Em mini vídeos divulgados na página “Agora no Planalto”, Temer diz que as medidas tomadas por seu governo visam gerar empregos e aumentar a qualidade dos serviços prestados.

sexta-feira 25 de agosto| Edição do dia

Os argumento de Temer é que a qualidade vai aumentar, já as pesquisas comprovam que a privatização não tem qualidade e os serviços são caros, pois as empresas visam apenas o lucro sem fim, o que acaba ocasionando também o aumento do subemprego com condições mais precárias, aumentando também a terceirização.

"Escolhemos 57 projetos que vão tornar o Brasil mais moderno e nos ajudarão a eliminar de vez a crise que tanto nos prejudicou nos últimos anos. Com essa medida, convenhamos, corajosa, o nosso grande objetivo não é cobrir o déficit fiscal, mas criar empregos, gerar renda e oferecer um serviço de melhor qualidade a população", disse Temer. "São rodovias, portos, aeroportos e linhas de transmissão que serão concedidos em iniciativa privada O que isso significa? Significa que eles vão funcionar melhor para você. E o Estado vai receber bilhões de reais para investir naquilo que realmente importa. Saúde, segurança, infraestrutura e educação", completou.

VEJA TAMBÉM Enquanto outros países estatizam, no Brasil a privatização de saneamento básico avança

Temer disse ainda que a redução da idade mínima para ter direto ao PIS/Pasep faz com que o Brasil fique "mais justo". "Os trabalhadores sacarão as suas contas do PIS/Pasep mais cedo. Reduzimos a idade mínima para esse saque. Era de 70 anos para homens e mulheres. Agora, será de 65 anos para os homens e 62 anos para as mulheres", disse buscando destacar a medida paleativa frente ao imenso endividamento da população brasileira.

Além disso, o golpista disse que a iniciativa é tão benéfica quanto à liberação das contas inativas do FGTS, que em sua grande maioria serviu para que os trabalhadores e o povo pobre pagassem suas dívidas, visando encher ainda mais o bolso dos ricos de dinheiro, o golpista anunciou medida similar que é a de liberação do PIS/Pasep para os aposentados, população que o presidente denomina de “melhor idade”, mas esconde por trás da piadinha o que pretende fazer com este setor com a tentativa de aprovação da Reforma Previdenciária que os farão trabalhar até morrer.

Outra medida que foi anunciada nesta semana e que o golpista destaca nos videos é o BNDES Giro, uma linha de crédito para o micro, pequeno e médio empreendedor. "O BNDES agora, não privilegia apenas os grandes projetos, mas os projetos dos nossos médio e pequenos empresários", ressaltou o presidente. Neste caso, o presidente agendou uma cerimônia para divulgar a medida no Planalto. No mesmo evento, entretanto, diante do vazamento da iniciativa do PIS/Pasep, o governo decidiu fazer um anúncio na mesma ocasião.

Essa medida para os microempresários é um caminho já conhecido. Já foi trilhado pelo PT, e somente as empresas selecionadas pelo BNDES, banco com fundo dos trabalhadores, são beneficiadas. O que Lula e Dilma fizeram foram criar gigantes, ou uma elite nacional que em nada liberta a classe trabalhadora, pois essas empresas também exploram seus trabalhadores e quando é de seu interesse abrem suas ações para o capital estrangeiro, alimentando assim o imperialismo.

Precisamos de uma saída efetiva para a crise e não de medidas que só retiram mais e mais do bolso trabalhador, o dinheiro suado que poderiam retomar em algum momento da vida para qualquer fim que quisessem está sendo utilizado pelo governo golpista de Temer para financiar os grandes empresários e de alguma maneira reavivar a economia, com pagamento de dívidas e tentativa de aumento de consumo. Não podemos permitir que paguemos com nosso sangue pela crise, pois as nossas vidas valem mais que os lucros deles!




Tópicos relacionados

Privatização   /    Política

Comentários

Comentar