Política

AFRONTA

Temer: mais impostos e confisco de salário de funcionários públicos

sexta-feira 28 de julho| Edição do dia

Aos amigos tudo, aos trabalhadores reforma trabalhista, da previdência, confisco de salário e aumento de impostos eis o lema secreto do governo Temer. O jornal O Globo publicou nesse dia 28 de Julho uma matéria onde suas fontes no planalto afirmam que está em estudo novos aumentos de impostos e até mesmo um confisco de parte dos salários dos funcionários públicos aumentando sua contribuição obrigatória à Previdência.

Segundo a mesma matéria do jornal carioca em agosto o governo pretende colocar em prática um aumento da contribuição à previdência dos funcionários públicos dos atuais 11% para 14%. Replicando em escala federal parte do "pacote de maldades carioca".

Também estão em estudo, para ser colocados em prática via medidas provisórias e projetos de lei outros aumentos de impostos sobre o consumo, como o recentemente feito no preço dos combustíveis. Impostos sobre o consumo são especialmente mais fortes contra os trabalhadores do que contra os empresários que tem uma parcela menor de seus rendimentos gastos com mercadorias para satisfação de suas necessidades imediatas.

Com essa série de medidas que deve ser anunciada no próximo mês o governo Temer dá mais uma mostra de como seu objetivo principal no governo é saquear o bolso dos trabalhadores e impor condições de trabalho que aumentem a exploração e o lucro dos capitalistas. Dentro de aproximadamente 100 dias entra em vigor a Reforma Trabalhista e suas abusivas medidas que fazem voltar as condições de trabalho para o século XIX. Ainda há tempo de derrotá-la, ainda há tempo de impedir um novo confisco de salário do funcionalismo e todas medidas de Temer, por isso o Esquerda Diário denuncia a traição das centrais sindicais ao abandonarem a greve geral do dia 30 de junho e nada construir contra a reforma trabalhista, exigimos uma nova greve geral. Do contrário serão os trabalhadores a pagarem o pato.

Saiba mais lendo o editorial de Diana Assunção: Conclusões da greve geral e as tarefas da esquerda revolucionária




Tópicos relacionados

Política

Comentários

Comentar