Política

LUXOS E PRIVILÉGIOS POLÍTICOS

Temer esbanja milhões em carros de luxo enquanto ataca os direitos dos trabalhadores

quarta-feira 8 de agosto| Edição do dia

O Presidente Michel Temer, segue dilapidando o dinheiro do País, enquanto para os trabalhadores e a juventude pobre aplica ajustes em cima de ajustes para que sejamos nós os responsáveis a pagarem pela crise dos capitalistas. Enquanto andam em carros de luxos a população sofre com um transporte público caro, sem qualidade, com horários faltando, e superlotado.

O Palácio do Planalto abriu uma licitação para torrar até 5 milhões de reais na compra de 30 carros de luxo para atender o Presidente e sua “segurança”. Enquanto que para a maior parte da população está colocado um cenário de cortes na educação e na saúde por 20 anos, inclusive muitos trabalhadores estão a muito tempo sem reajuste salarial. Para além o número de terceirizações cresceram absurdamente.

Conforme o Edital, 12 carros potentes e luxuosos custarão aproximadamente 228 000 mil reais e outros 126 000 mil reais. Esses veículos correspondem a modelos como: Ford Fusion, Honda Accord, Toyota Camry, ou Hyndai Azera. E todos equipados com o maior conforto possível. Eles devem atingir 180 quilômetro por hora, no mínimo e contar com blindagem capaz de segurar submetralhadoras 9 mm e revólveres calibre 44. E o edital ainda lembra que a frota presidencial é formada por 5 veículo idênticos para dificultar a identificação do carro que o presidente está.

Para os trabalhadores que sofrem com a precariedade dos serviços públicos, que trabalha a troco de um salário miserável, para as mulheres que são exploradas na dupla jornada, para a juventude que não tem nem uma perspectiva de um projeto real de vida, como educação gratuita, e trabalho, está reservado só misérias. Não podemos aceitar que esses ataques sigam. Precisamos nos organizar em cada local de trabalho e nos revoltarmos fortemente e não aceitar essa miséria que está colocada para nós. Não podemos aceitar trabalhar até morrer sem direitos, sem poder ter acesso a arte, a cultura, a saúde, e educação gratuita e de qualidade.

Precisamos nos organizar em cada local de estudo e de trabalho em exigência as centrais sindicais que nos organizem para lutar contra os ataques.




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Michel Temer   /    Política

Comentários

Comentar