Política

RIO GRANDE DO SUL

Temer deve aprovar venda de ações do Banrisul para capital estrangeiro hoje

terça-feira 28 de novembro| Edição do dia

na foto, Eliseu Padilha à esquerda, Ministro-Chefe da Casa Civil de Temer e José Carioli, Vice-Governador do estado do RS no meio

Parte do ajuste fiscal de Sartori e Temer no Rio Grande do Sul terá encaminhamento hoje, nessa terça-feira (28). Na esteira das privatizações e parcelamentos salariais, o governo Sartori está colocando à venda 49% das ações ordinárias do Banrisul, o que significa que os acionistas terão direito a voto na instituição.

O vice de Sartori esteve em reunião com Eliseu Padilha hoje, terça-feira, que afirmou o compromisso de Temer em assinar hoje o decreto que viabiliza a venda.

Ainda que mantendo o controle estatal do banco, a medida configura um grande ataque aos serviços públicos do estado. Segundo o governo, a venda será feita para investidores norte-americanos, ingleses e de algum país asiático, como Cingapura, provavelmente. Trata-se de mais uma medida de descarregar a crise nas costas dos trabalhadores em benefício do grande empresariado.

Sartori diz que com essa medida vai conseguir integralizar os salários dos servidores. Mas nenhuma medida que sirva de interesse ao grande capital estrangeiro é de interesse dos trabalhadores e povo gaúcho. Como defendemos durante a greve dos professores do RS, o combate a crise deve ser feito contra o grande empresariado, para que eles paguem pela crise que eles mesmos criaram e não a população. Por isso deve-se avançar no fim das isenções fiscais bilionárias a grandes empresas, no confisco de bens dos grandes sonegadores e cobrança dos mesmos e atacar os privilégios milionários dos políticos e casta do judiciário.




Tópicos relacionados

Sartori   /    Governo Temer   /    Michel Temer   /    Porto Alegre   /    Crise gaúcha   /    Política

Comentários

Comentar