Sociedade

BOLSA FAMÍLIA

Temer corta mais de meio milhão de bolsas-família em um mês

sexta-feira 11 de agosto| Edição do dia

Desde o lançamento do programa em 2003, medida do ministério de desenvolvimento social (MDS) apresenta o maior corte de sua história com 543 benefícios a menos em um mês. O número de bolsas pagas é considerado o menor desde julho de 2010, quando foram pagas 12.582.844, e se comparados os meses de julho de 2014 com o de 2017 a redução chega a 1,5 milhão de bolsas pagas a menos.

Entre junho e o mês passado, o número de benefícios foi cortado em 543 mil famílias, que inclui suspensões para avaliação e cancelamentos. Em comparação de 2014 com 2017 a redução do número de bolsas pagas já chega a 1,5 milhão.

Mesmo com os cortes, ainda há mais de meio milhão de famílias na lista de espera para ingressar no programa, sem previsão de conseguir. O Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário do governo golpista culpa a política econômica do governo Dilma pela redução, sem, contudo, lembrar do dinheiro gasto por Temer na compra de votos no congresso, que poderiam ser destinados ao programa social.

O corte do bolsa-família entra no programa como mais um dos ataques implementados pelo governo golpista, no sentido de aumentar a carestia de vida da população, aliado à reforma trabalhista e todo um pacote de austeridade. Nossas vidas valem mais do que os lucros dos capitalistas.




Tópicos relacionados

Sociedade

Comentários

Comentar