Política

TEMER

Temer comprou votos da bancada ruralista facilitando a dívida de latifundiários

O valor da parcela será calculado a partir do faturamento do produtor com desconto de 25% em suas multas. Em três anos isso dará um prejuízo para a previdência de 5,4 bilhões de reais. Facilidade para quem não precisa, dada antes da votação que foi favorável para o golpista Temer.

quinta-feira 3 de agosto| Edição do dia

As facilitações são imensas. Começa que os ruralistas poderão pagar apenas 4% do total de suas dívidas de setembro a dezembro e parcelado em 4 vezes. O restante deve ser pago em 2018 em 176 prestações o que dá um total de 14 anos e 7 meses.

No total o governo deixará de arrecadar R$ 10 bilhões nos próximos anos e o número já foi confirmado pela Receita Federal. Como se vê, a reforma da previdência está sendo colocada como emergencial para melhorar a crise do país, mas os grandes empresários e a bancada ruralista responsável pela morte de indígenas todos os dias sairá beneficiada.

A medida provisória do Funrural era uma reivindicação da bancada ruralista desde abril e antes mesmo que o governo golpista decidisse pelo benefício via decreto, os produtores rurais já estavam dando o calote no pagamento das dívidas. Um verdadeiro absurdo, pois esse dinheiro vai direto para a Previdência Social.

A Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Unafisco Sindical) informou que vai pedir à Receita Federal explicações e pareceres técnicos sobre a medida provisória.

Segundo o diretor de Defesa Profissional e Assuntos Técnicos da Unafisco Nacional, Mauro Silva, a medida não foi feita para os pequenos produtores pois beneficia o adquirente de produtos rurais, como os grandes frigoríficos, e empresas de maior porte que compram leite e alimentos em geral.

"A JBS e os frigoríficos são altamente beneficiados com esse Refis. Não é produtor de leite, quem tem sítio, que vai ser beneficiado por isso. Ele foi feito para um outro público interessado", disse Mauro Silva.

"Além disso, em um momento que se está falando em reforma da Previdência e de falta de recursos, essa medida provisória retira recursos da Previdência", disse Silva. "Diminui em 40% a carga tributária dos grandes produtores", declarou. Além disso, Mauro diz que as empresas flagradas em sonegação de imposto, não serão impedidas de obterem o benefício.

Ou seja, para garantir os votos ao seu favor o golpista Temer comprou toda a bancada ruralista. Para comprar esses votos, foi preciso beneficiar ruralistas perdendo bilhões de reais, que serão pagos pelos trabalhadores e população que terão sua previdência atacada. Mais uma vez, o golpista e os seus aliados latifundiários querem nos fazer pagar pela crise. Mas nossas vidas valem mais que os lucros deles.




Tópicos relacionados

Política

Comentários

Comentar