Política

PEC DO FIM DO MUNDO

Temer afirma: PEC 241 é a medida mais séria no Brasil desde a Constituição de 1988

Guilherme de Almeida Soares

São José dos Campos

quarta-feira 19 de outubro| Edição do dia

O presidente golpista Michel Temer afirmou nesta quarta-feira, em almoço com empresários e japoneses em Tóquio, que a Proposta de Emenda á Constituição do teto de gastos públicos é, na opinião dele, a medida mais séria e responsável no Brasil desde a Constituição de 1988. De acordo com Temer: "É um projeto que prevê um prazo de 20 anos, revisável apenas daqui a 10 anos, se as condições do Brasil seguirem no ritmo que começam a seguir precisamente agora. Ou seja, pautado pela ideia da segurança jurídica e da estabilidade institucional. Eu até ouso dizer que esta, penso eu, é a medida legislativa mais séria e responsável que se deu desde que o Brasil promulgou uma nova Constituição em 5 de outubro de 1988".

Em viagem oficial ao Japão, Michel Temer teve uma série de compromissos nesta quarta feira. Antes do almoço com empresários, Temer fez uma visita de cerca de meia - hora ao imperador japonês Akihito. No final do dia, se reuniu com o primeiro - ministro, Shinzo Abe. O presidente golpista apresentou as medidas que vêm sendo tomadas pela sua gestão para responder a crise econômica que o pais vive. Temer referiu-se ao país como ’’um novo Brasil’’.

De acordo com o Michel Temer: “Estamos aqui para revelar a presença de um novo Brasil. Até utilizamos a expressão ’recomeço’ para dizer que é o que exige a situação. O Brasil é um país grande, um grande mercado consumidor, mas também um grande centro de produção e de oportunidades”.

Michel Temer também apresentou apresentou o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), que prevê privatizar portos, aeroportos, ferrovias, rodovias, e no setor de óleo e gás. De acordo com o presidente golpista: “Temos consciência que o poder público não pode sozinho tudo fazer. Portanto, nós abrimos um campo muito vasto para a iniciativa privada, nacional e estrangeira. Permitirá muita tranquilidade para os investimentos estrangeiros no nosso país. O novo marco jurídico é estável e com regras claras”.

Com este discurso, Temer demonstra que não possui nenhum compromisso com os direitos elementares dos trabalhadores que estão estabelecido pela constituição de 1988, que foram conquistados a partir de processos de luta. O único compromisso que o presidente golpista possui é com o aumento da taxa de lucro com os grandes empresários e banqueiros, por isso que implementa medidas impopulares como a PEC 241 que vai contrário aos direitos sociais constitucionais.

O "Novo Brasil" de Temer são justamente uma séria de ataques aos direitos dos trabalhadores, e aos direitos sociais, junto com uma política privatista, que aliado ao judiciário vem modificando a constituição de 88 no sentido de permitir apoio legal a todos os ajustes.




Tópicos relacionados

Política

Comentários

Comentar