Política

MINISTÉRIO DA SAÚDE

Teich renuncia e General Pazuello, número 2 da Saúde, assume interinamente

O pedido de demissão de Nelson Teich do ministério da Saúde recoloca a pergunta sobre quem deve assumir o comando da pasta, há menos de um mês da troca do ex-ministro Henrique Mandetta. Ao menos temporariamente, o nome mais ventilado, e que deve assumir interino, é do número 2 da pasta o general Eduardo Pazuello.

sexta-feira 15 de maio| Edição do dia

O pedido de demissão de Nelson Teich do ministério da Saúde recoloca a pergunta sobre quem deve assumir o comando da pasta, há menos de um mês da troca do ex-ministro Henrique Mandetta. Ao menos temporariamente, o nome mais ventilado é do número 2 da pasta o general Eduardo Pazuello.

A favor do general está o lobby dos ministros palacianos que vem na ascensão do general ao comando mais um ponto de apoio ao seu fortalecimento no comando dos operativos de combate a pandemia e do Executivo como um todo.

Eduardo Pazuello chegou ao ministério juntamente com Teich, como mostra dos acordos entre Bolsonaro e militares para a troca do comando na pasta. Ainda que de Mandetta para Teich, em pouco se alterou a política inefetiva do ministério da Saúde, incapaz de garantir a realização de testes massivos, ou fornecer leitos e respiradores à população que sofrem com o colapso dos sistemas de saúde em diversos estados.

Como principal qualidade apontada em Pazuello está sua expertise na área de logística militar, conhecimento que não o torna nem de longe o mais apto para assumir o ministério da saúde e poderia pesar desfavoravelmente na opinião pública, mas que na perspectiva dos militares seria um ponto positivo pensando nos operativos de repressão.

No currículo de Pazuello está a coordenação da reacionária e xenófoba Operação Acolhida, que cuidou da crise de refugiados da Venezuela em Roraima durante o governo de Temer.

Ao menos provisoriamente o nome de Pazuello deve ser confirmado no comando interino da pasta. Outros nomes especulados para o cargo são da médica imunologista e oncologista Nise Yamaguchi que se encontrou com Bolsonaro durante a manhã de hoje e o ex-ministro bolsonarista e negacionista Osmar Terra.

[Matéria em desenvolvimento]




Comentários

Comentar