Mundo Operário

DEMISSÕES

Taurus em São Leopoldo demite dezenas de trabalhadores enquanto lucra milhões

Em uma demonstração de que para os empresários seus lucros valem mais do que a vida dos trabalhadores, a empresa fabricante de armas Taurus está efetuando uma série de demissões no setor de produção ligado à marca Stihl na planta de São Leopoldo.

sexta-feira 6 de março| Edição do dia

Segundo uma denúncia anônima de um trabalhador da Taurus, essas demissões estão sendo feitas de forma gradual desde a volta das férias coletivas no dia 6 de janeiro, porém a previsão é que sejam demitidos mais de 150 trabalhadores.

Essa série de demissões vem após dois contratos multi-milionários internacionais da Taurus, um deles uma joint-venture com a empresa de aço indiana Jindal Group, com o objetivo de construir uma fábrica no país, e, em cinco anos, produzir mais de meio milhão de fuzis. O segundo, a venda de mais de 11 mil fuzis 5.56 para o exército filipino. Mesmo com esses contratos bilionários, a empresa ainda tem a cara de pau de justificar suas demissões com o pretexto de “perda de lucro e de clientes”.

O trabalhador também relatou anonimamente que o sindicato que representa os trabalhadores da Taurus, o Sindicato dos Metalúrgicos de São Leopoldo, sequer se manifestou sobre as demissões, e ainda segundo o relato, é comum o sindicato favorecer mais a patronal que os trabalhadores.

Nós do Esquerda Diário repudiamos essas demissões que demonstram a insaciável sede dos patrões por lucro, independente das consequências para os trabalhadores que pagam a conta da crise enquanto os capitalistas seguem lucrando muitos milhões.




Tópicos relacionados

Taurus   /    Demissões   /    Porto Alegre   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar