Mundo Operário

URGENTE

TST ataca petroleiros declarando sua greve ilegal. Todo apoio aos petroleiros!

terça-feira 29 de maio| Edição do dia

A AGU (Advocacia-Geral da União) anunciou que conseguiu liminar no TST (Tribunal Superior do Trabalho) declarando ilegal a greve dos petroleiros marcada para iniciar agora às 0h.

A decisão impõe uma multa diária de R$ 500mil para cada dia de paralisação.

A Advocacia Geral da União em pedido totalmente anti-sindical demandava multa diária de R$ 10 milhões e ainda exigia que 100% dos trabalhadores trabalhassem descaracterizando totalmente o direito de greve.

O governo golpista com ajuda do judiciário que atuou às pressas para intimidar os petroleiro quer se antecipar e "evitar o agravamento" da crise de desabastecimento causada pelo bloqueio dos transportes pelos caminhoneiros. A principal alegação é de que se trata de uma "ação oportunista e ilegal".

Fica claro o verdadeiro objetivo de Temer ao aprovar a GLO (Garantia da Lei e da Ordem) a nível nacional, permitindo que as Forças Armadas estejam nas ruas e ocupando refinarias não apenas para desfazer os bloqueios de estradas, mas para atacar o direito das verdadeiras greves operárias ocorrerem.

O judiciário, junto às Forças Armadas, estão atuando como braços fortes do extremamente enfraquecido governo Temer, que cedeu tudo às patronais do transporte (especialmente a redução do preço do diesel, que será pago com mais impostos à população) e oferece mão dura a quem lutar contra a privatização e pela redução dos combustiveis e não aumento do lucro dos empresários do transporte e do agronegócio.

A greve petroleira é um ponto de apoio para que seja a classe trabalhadora que dê resposta a crise de combustíveis e de abastecimento. A direita está fortalecida graças a traição do PT e da CUT a cada greve geral, a cada privatização, e até mesmo contra a prisão arbitrária de Lula onde ela não opôs nenhuma resistência.

É preciso dar todo apoio aos petroleiros!

Lutemos pela redução dos preços dos combustíveis para o povo, sem entregar nenhum subsídio aos empresários e nenhum apoio ao movimento patronal dos transportes que fortalece esses subsidios e a privatização da Petrobras. Por uma Petrobrás 100% estatal sob gestão dos petroleiros e controle popular, sem a corrupção dos anos do PT e do governo golpista, única maneira de conseguir combustível barato para toda população.

Para que a greve dos petroleiros seja vitoriosa é preciso exigir que a CUT convoque uma paralisação nacional por essas demandas apoiando as lutas em curso, contra a reforma trabalhista e pelo direito do povo decidir em quem votar




Tópicos relacionados

crise combustíveis   /    Governo Temer   /    Greve da Petrobras   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar