ELEIÇÕES 2018

TSE ignora ONU e marca prazo para defesa da candidatura de Lula

TSE ignora decisões até mesmo da ONU e autoritariamente notifica prazo de sete dias para a defesa da candidatura de Lula.

quinta-feira 23 de agosto| Edição do dia

Mesmo após o Comitê de Direitos Humanos da ONU soltar liminar determinando que o Estado Brasileiro permita que Lula seja candidato e conceda seus direitos de participar da campanha eleitoral até que todos os recursos pendentes de revisão contra sua condenação sejam completados, o Judiciário ainda segue avançando sobre a candidatura de Lula para barrá-la e assim impedindo o direito da população de votar em quem quiser.

E assim, o Tribunal Superior Eleitoral apresentou nesta quinta-feira o prazo de sete dias para que a defesa de Lula apresente argumentos e justificativas para a viabilidade de sua candidatura, ignorando completamente a liminar da ONU, inclusive com 4 juízes do Supremo afirmando que esta vale o mesmo que uma "ata de condomínio", deixando bem claro que querem avançar sobre o direito da população votar em quem quiser custe o que custar.

Não apoiamos o voto em qualquer das candidaturas do PT; batalhamos por superar a tragédia da conciliação de classes petista com um projeto de independência de classes dos trabalhadores. Mas somos incondicionalmente contra a prisão arbitrária de Lula e somos intransigentes na defesa do direito do povo votar em quem quiser.




Tópicos relacionados

Prisão de Lula   /    Julgamento de Lula   /    Eleições 2018   /    TSE   /    Golpe institucional   /    PT   /    Lula   /    Poder Judiciário

Comentários

Comentar