Política

ELEIÇÕES 2018

TSE executa nova etapa do golpe institucional

sexta-feira 31 de agosto| Edição do dia

O veto da candidatura de Lula que vai se desenhando nos pareceres dos ministros do TSE constitui uma nova etapa do golpe institucional.

Luíz Roberto Barroso, que votou a favor da terceirização irrestrita do trabalho, condenando milhões de trabalhadores (especialmente as mulheres negras) a regimes de trabalho infernais, deu o primeiro parecer a favor do veto à candidatura de Lula. Edson Fachin o acompanhou para vetar a candidatura do petista.

Não votamos no PT. O PT abriu caminho ao golpe institucional quando governou com a direita, assumiu e acobertou métodos de corrupção próprios deste sistema capitalista e atacou os trabalhadores. Entretanto, isso não nos leva a deixar de ver o avanço do autoritarismo judiciário e da direita golpista sobre os últimos vestígios de soberania popular, com seu ódio profundo pelos trabalhadores e a esquerda.




Tópicos relacionados

Prisão de Lula   /    Lula   /    Política

Comentários

Comentar