JULGAMENTO NO TSE CHAPA DILMA-TEMER

TSE decide adiar julgamento da chapa Dilma-Temer e ouvirá novas testemunhas

Após votação dos ministros, o julgamento será adiado e os ministros abriram a possibilidade de ouvir novas testemunhas, incluindo os publicitários João Santana e Mônica Moura e o funcionário deles André Santana, além de Guido Mantega.

terça-feira 4 de abril| Edição do dia

O relator do caso indicou que fosse prorrogado o prazo de análise do relatório, concedendo mais três dias para a defesa.

Contudo, os demais ministros decidiram conceder dois dias extras, e, portanto, o julgamento foi adiado em cinco dias.

Foi votado também pelos ministros do TSE que sejam ouvidas novas testemunhas: Guido Mantega e os publicitários João Santana e Mônica Moura e o funcionário deles André Santana.

Com essa resolução, é provável que o julgamento efetivamente só seja retomado no final de abril ou início de maio, beneficiando a defesa de Dilma e Temer. O relator do caso insinuou que o mandato de Temer pode terminar antes do julgamento, caso as postergações continuem ocorrendo.




Tópicos relacionados

Michel Temer

Comentários

Comentar