Mundo Operário

GREVE NACIONAL 5/12

Suspensão da greve nacional causa revolta nos locais de trabalho

Trabalhadores indignados com a suspensão da greve nacional marcada pelas centrais sindicais, para este 5/12, estão se manifestando amplamente nas redes sociais, alguns mandaram seu protesto para que o Esquerda Diário divulgasse. Envie você também seu depoimento!

sexta-feira 1º de dezembro| Edição do dia

Eusébio Tabg, petroleiro de Ilha Redonda (RJ), escreveu diretamente para as CUT, cobrando os responsáveis por essa situação:

"É uma decepção muito grande para os trabalhadores e todos os brasileiros que acreditam nas centrais sindicais. Jamais poderiam ter cancelado essa greve do dia 5/12. O povo brasileiro clama por atitude para construirmos um país mais digno, esse não é o momento de recuar. Pelo que parece, vocês [as centrais sindicais, NdE] também estão comprometidos com esse govern de sem vergonhas...ou também tem um preço igual aos demais...é uma decepção para nós brasileiros essa atitude das centrais sindicais".

Heraldino, trabalhador da CEDAE no RJ:

"Acredito que isso apenas atende ao interesse dos grandes empresários. O que estamos vendo é o desmonte do Estado, um processo de retirada de responsabilidades do governo nas políticas sociais, centrais sindicais comprometidas com partidos políticos, muitas vezes em sentido oposto ao do trabalhador, enfim, o que eu vejo é a necessidade de mobilização independente para iniciar o processo de recuperação dos direitos dos trabalhadores".

Eliane Peçanha – oposição do SEPE Niterói

“Tem uma galera que ta revoltada. As pessoas estão perplexas. Nós votamos paralisação dia 5 e estamos com medo que eles possam ter essa desfaçatez, essa coragem, de que eles façam uma reunião da coordenação geral e vetem essa paralisação que foi votada em assembléia.”

Professores do município e do estado do Rio também se manifestaram:

"Manda um recado. As bases vão fazer a Greve Geral!!! Quando o pelego bota o pé no freio, o trabalhador em luta pisa no acelerador".

"Eu estava disposta a aderir à greve dia 05 para a qual não vejo mobilização alguma do SEPE [Sindicato dos professores estaduais do RJ, dirigido majoritariamente pela CUT/CTB, NdE]. A base mesmo não vai se mobilizar via face ou whatsapp. Ainda mais agora com a notícia do cancelamento".

"Creio que devíamos ficar atentos contra as investidas pesadas do governo! Precisamos ir às ruas e mostrar a força que vem realmente do povo e não só das urnas! Soms o pólo ativo da situação! Para mim, dia 05/12 está na agenda: dia de greve Geral. Se precisar, faremos outras! Por ora, mantenhamos a nossa palavra, já que a deles não está valendo nada há muito tempo!"

Veja aqui: Centrais sindicais “suspendem” greve nacional de 5/12: só a base pode impor um plano de luta




Tópicos relacionados

Movimento Operário   /    Centrais Sindicais   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar