Sociedade

SAÚDE

Surto de toxoplasmose em Santa Maria: mais uma demonstração do descaso com a saúde

sexta-feira 27 de abril| Edição do dia

IMAGEM: G1

O surto de toxoplasmose, infecção produzida pelo protozoário Toxoplasma Gondii em Santa Maria ( interior do Rio grande do Sul) demonstra mais uma vez o descaso com a saúde da população, sobretudo com as mulheres gestantes que estão precisando encarar a superlotação do centro obstétrico público da cidade. Foi solicitada ajuda do ministro da saúde devido a problemática, mas sabe-se que não está na agenda do governo um financiamento adequado à saúde pública de qualidade, pois este busca repassar ainda mais verbas para os planos de saúde privados.

A toxoplasmose não é doença de notificação compulsória nacional. Entretanto, em 31 de gosto de 2010, foi assinada a Portaria MS/GM n° 2.472, que estabelece a vigilância da toxoplasmose congênita e neonatal no país. No município de Angra dos Reis, a toxoplasmose é de notificação compulsória desde o ano de 2002.

Devido transmissão do T. gondii ocorrer pela via transplacentária é importantíssima a prevenção das grávidas pois quadros graves podem ocorrer em recém-nascidos. Recomenda-se evitar manipular ou ingerir carne crua ou mal cozida, ter cuidados com água e alimentos, fezes de felinos infectados, transplante de órgãos e transfusões.

Um SUS de qualidade deve proporcionar e garantir o tratamento adequado ao paciente que necessitar e estar preparado para casos de epidemias e surtos tais como este de Toxoplasmose. E com isso realizar exames, organizar campanhas de orientação e prevenção à população com estudantes e agentes ou profissionais da saúde nos locais de trabalho e estudo, se necessário percorrendo as residências. A obtenção dos remédios, insumos e o tratamento deve apresentar a rapidez, assim como a contratação de mais funcionários da saúde conforme a necessidade de cada localidade.




Tópicos relacionados

Ministério da Saúde   /    Sociedade   /    Saúde

Comentários

Comentar