Política

RIO DE JANEIRO

SuperVia retira 40 trens de circulação, precarizando ainda mais o serviço

O anúncio foi feito hoje, sem que a empresa prestasse nenhuma satisfação de como ia resolver os problemas causados pela retirada da frota.

segunda-feira 18 de novembro| Edição do dia

Trens quebrados na via, composições lotadas, demora são alguns dos problemas que os 600 mil cariocas que usam a SuperVia todos os dias tem de enfrentar. No entanto, longe de trabalhar para a melhorar essa situação, a empresa resolveu retirar 40 trens de circulação - 20% da frota.

Dentre os motivos da retirada, foram alegados problemas técnicos. No entanto a empresa não apresentou nenhum plano para suprir a demanda pelos trens retirados. Apenas anunciou a retirada e deixou a deriva centenas de milhares de trabalhadores, que estão tendo que enfrentar horários maiores, irregulares e trens ainda mais lotados.

Longe de ser um problema isolado, a SuperVia tem histórico de problemas. Há alguns anos foram flagrados videos de seguranças da SuperVia socando, chutando e até mesmo dando chicotadas em passageiros num trem lotado.

Como mostrado, os problemas da SuperVia atravessam distinto governos, todos dando aval para que a empresa faça o que quiser e que ao mesmo tempo não hesitam em aumentar a passagem de acordo com os interesses dos empresários. Por isso, é necessário lutar pela estatização dos serviços de transportes, sob gestão dos trabalhadores e controle dos usuários!




Tópicos relacionados

Rio de Janeiro   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar