UNICAMP

Subsedes da APEOESP repudiam a demissão de Sydney Alex da Silva que defendeu 330 trabalhadores terceirizados ameaçados de demissão

Subsedes da APEOESP de diversas cidades repudiam demissão ilegal de Sidney Alex da Silva, e a ameaça de demissão de 330 trabalhadores terceirizados da Unicamp

sábado 19 de outubro de 2019| Edição do dia

As subsedes da APEOESP de São Miguel, Itaim Pta, Sumaré, Hortolândia, Poá e Ferraz, Litoral Norte e Santo André repudiam a demissão do trabalhador Sidney Alex da Silva. Funcionário contratado pela Funcamp, trabalha no restaurante universitário e foi demitido por justa causa sob alegação insubordinação e indisciplina no dia de hoje (18). Alex foi protagonista de uma fala na Assembleia Universitária contra a demissão de 330 funcionários terceirizados que pode ocorrer nas próximas semanas.

Interpretamos essa demissão como perseguição política com o intuito de desmobilizar e coagir os trabalhadores que queiram participar da luta pela garantia dos seus direitos trabalhistas. Não podemos tolerar esse tipo de coação e intimidação aos trabalhadores representados na figura do companheiro Alex e exigimos a sua reintegração, bem como a manutenção dos postos de trabalho de todos os 330 trabalhadores ameaçados de demissões, com os mesmos salários e direitos.




Tópicos relacionados

Unicamp   /    Terceirização

Comentários

Comentar