Juventude

UERJ

Slam Resistência pela UERJ

quinta-feira 21 de setembro| Edição do dia

Foto: Juan Chirioca

Nesta quarta feira, 20/09, aconteceu uma edição do Slam Resistência em defesa da UERJ e pela liberdade imediata de Rafael Braga. O Slam pela UERJ foi idealizado, inicialmente, por uma estudante, Raquel Alice, do curso de Pedagogia e construído junto ao Centro Acadêmico de Pedagogia (CAPF - UERJ) e contou com o apoio do Centro Acadêmico de Serviço Social (CASS - UERJ) e do DCE.

A atividade, que contou com apresentações de estudantes da UERJ, de escola públicas, e de membros do Slam, foi impactante emocionando a todos os presentes. As palavras afiadas dos participantes que recitaram suas poesias fizeram o público vibrar por toda a atividade. As mensagens contra os políticos corruptos, contra esse sistema podre e seus empresários, em defesa da educação, contra o racismo, machismo e contra a guerra as drogas se juntaram a versos que retaram a verdadeira realidade carioca.

O Slam pela UERJ mostrou que a cultura negra e a indignação, com as condições de vida que o capitalismo e suas formas de opressão nos impõe, seguem presentes na vida e na poesia da juventude, na juventude negra, na periferia, e na população carioca. As poesias só expressam a revolta cotidiana da juventude da Cidade Maravilhosa.




Tópicos relacionados

UERJ   /    Rio de Janeiro   /    Juventude

Comentários

Comentar