Mundo Operário

USP

Sintusp debate a Reforma Trabalhista

No dia 22 de agosto o Sindicato dos Trabalhadores da USP, Sintusp, promoverá um seminário para discutir a Reforma Trabalhista.

quinta-feira 17 de agosto| Edição do dia

A aprovação da Reforma Trabalhista pelo congresso corrupto é o maior ataque aos trabalhadores nos últimos cem anos. Suas consequências imediatas alteram as relações de trabalho profundamente e precarizam cada vez mais o trabalho e a vida dos trabalhadores e da juventude.

Como parte da luta pela anulação da Reforma Trabalhista, no dia 22 de agosto, às 12h, o Sintusp promoverá um seminário, na sede do sindicato, com a presença do juiz do trabalho Jorge Souto Maior, com o advogado trabalhista Alceu Luiz Carreira, com o diretor do sindicato dos bancários Antônio Carlos Cordeiro e um representante da CSP-Conlutas.

A Reitoria da USP já anunciou que aplicará a reforma a risca. Isso significará o avanço da terceirização na universidade, o sucateamento dos aparelhos de saúde como o Hospital Universitário e precarização para os trabalhadores. No início deste ano, a reitoria aprovou um pacote de medidas conhecido como PEC do Fim da USP, congela as contratações e os salários, precariza o ensino e a pesquisa, prevê demissões em massa e fecha ainda mais o acesso a universidade para população.

É preciso lutar pela anulação da reforma trabalhista e de todos os ataques aos trabalhadores.

A sede do Sintusp fica na Alameda Prof Almeida Prado, 1362, Cidade Universitária. O evento é aberto.




Tópicos relacionados

SINTUSP   /    Reforma Trabalhista   /    USP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar