Educação

UNIVERSIDADE

Servidores da UFJF paralisam contra ataques da reitoria e de Temer, nessa sexta-feira

Flávia Rios

Contagem/MG

sexta-feira 27 de outubro| Edição do dia

Em assembleia no último dia 23, a categoria decidiu aderir ao dia Nacional em defesa dos servidores públicos, os técnico-administrativos em educação da Universidade Federal de Juiz de Fora estão paralisados, e o balanço deve ser divulgado ainda nesta sexta feira pelo Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino em Juiz de Fora (Sintufejuf).

De acordo com Flávio Sereno, em informações ao site G1, o coordenador geral do Sintufejuf e membro da direção nacional da Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-administrativos das Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra), o objetivo é de chamar a atenção da população para importância da luta da classe trabalhadora pela manutenção de direitos.

"Somos contrários à reforma da previdência e queremos a revogação da reforma trabalhista, da nova lei de terceirizações e do plano de demissão voluntária. E também não concordamos que o projeto que põe fim à estabilidade ao serviço público que tramita no Senado por avaliar que vai gerar apadrinhamento político nas instituições, descontinuidade dos programas e o projeto que está sendo preparado no Ministério do Planejamento para o fim das carreiras especificas, o que vai desestruturar as especificidades de cada setor. Além do aumento da alíquota previdenciária que atualmente é 8% e o governo vai passar pra 14%", afirmou.

Estão marcadas panfletagens e mobilizações de servidores para hoje no campi Juiz de Fora e Governador Valadares.

De acordo com Flavio Sereno, o último acordo de greve para a categoria previa R$ 1 bilhão com reajustes para 200 mil servidores em três anos. Enquanto isso Temer gasta 12 Bilhões com aliados para evitar o andamento da denúncia no congresso, o governo continua jogando a crise nas costas da classe trabalhadora, retirando direitos e precarizando ainda mais educação.




Tópicos relacionados

Servidores Públicos   /    Educação

Comentários

Comentar