Política

ATAQUE DE SARTORI ÀS FUNDAÇÕES

Servidores convocam ato durante julgamento do TCE sobre extinção das fundações do RS

sexta-feira 20 de outubro| Edição do dia

Foto: Facebook / evento da manifestação (reprodução)

Um dos ataques mais absurdos de Sartori em seu plano de ataques é o desmonte de seis fundações fundamentais do RS, que cumprem serviços de utilidade pública: Cientec, FZB (MCN, Jd.Botânico, Zoológico ), Piratini (TVE, FM Cultura), FEE, FDRH e METROPLAN.

O desmonte havia sido provisoriamente paralisado por uma medida judicial que obrigava o governo a chegar em acordo coletivo com os sindicatos dos trabalhadores que serão demitidos com o fim das fundações, mas Sartori contou com a ajuda de Gilmar Mendes que deferiu uma liminar autorizando o governo do RS a seguir o desmonte.

Sartori não perdeu tempo e começou a atacar, anunciando o desmonte da Cientec e da Fundação Piratini, por exemplo.

Se articulou um movimento de defesa das fundações que extrapolava inclusive os trabalhadores diretamente ligados a ela. No caso da Cientec, docentes e pesquisadores da UFRGS escreveram um extenso documento detalhando a perda irreparável que seria acarretada pelo fim da Cientec.

A mobilização garantiu que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) tivesse que apreciar a matéria e julgar o mérito do fechamento das fundações. Por isso, os servidores estão convocando um grande ato, nessa quarta-feira, 25, às 14h, na Av. Padré Tomé, 201, durante o julgamento.

Veja o evento aqui

Leia também: Após repressão contra municipários, Marchezan quer avançar na privatização do DMAE

Campanha "Parar o RS contra Sartori e os ataques" ganhas as ruas de Porto Alegre

Sartori faz terrorismo e ameaça punir professores contratados em greve com remoção




Tópicos relacionados

Greve Municipários Poa   /    RS   /    Marchezan   /    Rio Grande do Sul   /    Sartori   /    Greve Professores RS   /    Greve   /    Crise gaúcha   /    Política   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar