PORTO ALEGRE

Servidores Municipais em greve ocupam prédio da Prefeitura de Porto Alegre

Os trabalhadores municipários de Porto Alegre (RS), em greve desde o dia 31.07, decidiram em ato, hoje, na frente do Paço Municipal, ocupar a prefeitura contra reforma da previdência. Os trabalhadores entraram no prédio da Prefeitura pelo fim da manhã e lá permanecem até então.

terça-feira 7 de agosto| Edição do dia

Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

Há quatro meses o prefeito se nega a se reunir para negociar com os sindicatos. O prefeito tucano já havia deixado claro qual sua forma de diálogo com a demanda dos trabalhadores quando reprimiu de forma violenta o protesto dos servidores que se manifestavam no entorno da Câmara dos Vereadores contra os ataques de Marchezan, que em regime de urgência busca aprovar os projetos no parlamento. Mesmo assim, a mobilização dos trabalhadores conseguiu impor uma derrota a Marchezan, que viu seu projeto de alteração no Estatuto dos Funcionários Públicos derrubado.

A ocupação de hoje dos trabalhadores é também uma resposta à votação que aconteceu ontem na Câmara dos Vereadores do POAPrev, mais um ataque à previdência dos servidores. Com isso, o prefeito tucano demonstra cada vez mais que seu interesse é de atacar o direitos dos trabalhadores, que além de estarem recebendo seus salários e décimo terceiro parcelados, terão teto no recebimento de suas aposentadorias.

Em nota, a administração municipal comunicou que não estava no prédio durante a ocupação e solicitou a convocação de policiais Militares para a "detenção e identificação dos invasões".

Val Muller, do grupo de mulheres Pão e Rosas, direto da ocupação da prefeitura pelos municiparios de POA contra a reforma da previdência do prefeito Marchezan. Exigimos nenhuma repressão por parte da Brigada Militar, e a revogação imediata dessa reforma da previdência.




Tópicos relacionados

Servidores Públicos   /    Rio Grande do Sul   /    Porto Alegre

Comentários

Comentar