Política

CORRUPÇÃO

Senado articula voto secreto para salvar Aécio Neves

sexta-feira 13 de outubro| Edição do dia

Após a decisão do STF em relação às medidas cautelares e o afastamento do senador tucano Aécio Neves, senadores intensificaram a articulação para que a votação, prevista para a próxima terça-feira (17), seja secreta. Até um dos mais importantes “comentadores” da burguesia, o jornal Estado de S. Paulo, teve de noticiar a articulação em sua página principal. A finalidade da manobra é, obviamente, diminuir o desgaste dos senadores que irão votar a favor do tucano mineiro, notório corrupto e inimigo dos trabalhadores.

Segundo o Estado, a mesa diretora do Senado teria afirmado que “a votação será como determina o regimento – ou seja, fechada.” Todavia, o regimento não define o modelo de votação desde 2001, quando uma emenda constitucional suprimiu a parte do artigo 53 que se referia à votação secreta. O segredo ainda é regra em relação à prisão de parlamentares, como era o caso do ex-senador petista Delcidio do Amaral. Naquela ocasião, o então presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), tentou encaminhar a votação de maneira secreta, mas outros parlamentares opuseram-se e recorreram ao STF, que decidiu que a votação seria aberta. Aécio, de maneira nada surpreendente, apoiou a decisão do Supremo.




Tópicos relacionados

PSDB   /    Aécio Neves   /    Senado   /    Poder Judiciário   /    Política

Comentários

Comentar