Política

BOLSONARO

Sem aposentadoria, com crianças trabalhando: esse é o Brasil que Bolsonaro quer

Em Live na sua página do Facebook o presidente Jair Bolsonaro afirmou ser favorável ao trabalho infantil e diz sentir falta de castigos físicos aplicados a crianças.

sexta-feira 5 de julho| Edição do dia

Enquanto o governo e o parlamento não poupam esforços para acabar com a nossa aposentadoria para obrigar os trabalhadores a trabalhar até morrer, Bolsonaro fez uma transmissão no Facebook defendendo que também as crianças trabalhem.

Dizendo que trabalhou colhendo milho aos nove anos de idade, o presidente afirmou que gostaria que a prática não fosse ilegal. Relembrando sua infância, disse: "Lembro perfeitamente que uma das coisas que se plantava lá, além de banana, era milho. E naquele tempo para você cortar o milho, você não tinha que chegar na plantação e pegar. Tinha que quebrar o milho. Tinha que colocar o saco de estopa no braço. E eu com nove, dez anos de idade quebrava milho na plantação e quatro, cinco dias depois, com sol, você ia colher o milho."

Imitando críticas, falou em seguida em tom irônico: "Olha só, trabalhando com nove, dez anos de idade na fazenda", e respondeu para si mesmo: "Não fui prejudicado em nada. Quando um moleque de nove, dez anos vai trabalhar em algum lugar tá cheio de gente aí ’trabalho escravo, não sei o quê, trabalho infantil’. Agora quando tá fumando um paralelepípedo de crack, ninguém fala nada.

Não satisfeito em afirmar que acharia bom colocar crianças para trabalhar na colheita, Bolsonaro ainda fez questão de defender o espancamento de crianças como "método educativo". Ele disse que os professores conseguiam exercer sua autoridade nas salas de aula porque as crianças seriam agredidas pelos pais se levassem uma bronca na escola: "Então, ai de você se levasse uma bronca do professor e professora e teu pai ou tua mãe ficasse sabendo. Não era bronca não, o pau cantava. A juventude nossa está aí… Saudades daquela época onde você tinha muito mais deveres que direitos. Hoje só se tem direitos, dever quase nenhum e por isso nós afundamos cada vez mais."

Ele também seguiu criticando o que considera direitos "excessivos" das crianças dizendo que "Hoje em dia é tanto direito, tanta proteção que temos uma juventude aí que tem uma parte considerável que não tá na linha certa. O trabalho dignifica o homem e a mulher, não interessa a idade."

E também disse, para "ilustrar" sua defesa, que aprendeu na mesma idade em que colhia milho a dirigir trator e atirar com espingarda. Defendendo a atitude do pai de colocar a espingarda na sua mão com nove anos de idade, afirmou: "- Vai falar ’ah, irresponsabilidade’. Nada, pô. O velho tinha uma espingarda, eu ia pro meio do mato e metia fogo, atirava sem problema nenhum."

Veja o vídeo na íntegra, em que Bolsonaro trata de outros temas como o acordo do Mercosul com a UE e as mudanças para a CNH com o aumento de pontos:

Bolsonaro deixa claro que quer colocar os trabalhadores para trabalhar desde que conseguem andar e falar até o dia de sua morte. Tudo em nome dos lucros dos capitalistas.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Trabalho Infantil   /    Jair Bolsonaro   /    Trabalho Precário   /    Política

Comentários

Comentar