ELEIÇÕES 2016 SP

"Sem a esquerda esse debate é tipo jantar da família conservadora", afirma Diana Assunção sobre debate na Band

Diana Assunção, candidata à vereadora em São Paulo pelo PSOL, declara sua opinião sobre o debate entre candidatos à Prefeitura de São Paulo no Facebook e Twitter e gera polêmica nas redes sociais.

terça-feira 23 de agosto| Edição do dia

Diana Assunção, dirigente do MRT e candidata a vereadora São Paulo pelo PSOL, divulgou no decorrer do debate de candidatos à Prefeito para São Paulo ontem, na TV Band, comentários em sua página pessoal no Facebook e Twitter sobre o debate. A candidata, que tem como um dos eixos de sua campanha "que todo político ganhe igual à uma professora", denunciou a demagogia, a hipocrisia e o reacionarismo dos candidatos que se apresentaram. Compartilhamos a seguir alguns dos comentários feitos pela candidata, todos os demais podem ser vistos em sua página oficial do Facebook neste link e no seu Twitter.

Logo antes do início do debate Diana se colocou contra a censura aos partidos da esquerda, que foram impedidos de participar do debate na Band, publicando vídeo que denunciava o regime do golpista Michel Temer, a mídia e o papel dos políticos dos patrões, que de forma hipócrita chamam o período eleitoral de "festa da democracia". Veja vídeo abaixo

Ainda antes do debate começar, Diana publicou um meme que denunciava o forte policiamento na porta da Band contra manifestantes que reivindicavam a participação da esquerda nos debates:

No início do debate, e no decorrer do mesmo, Diana criticou o candidato tucano João Dória quando o mesmo afirmou que aquele era um "debate da democracia", assim como afirmaram os demais candidatos:

Contra Marta Suplicy, Diana denunciou seu machismo velado e o momento em que a ex-Prefeita culpabilizou os professores pela péssima qualidade de ensino no município

Contra Fernando Haddad, do PT, Diana ironizou sobre sua posição sobre o desemprego na cidade e também contra a repressão à juventude que lutou nas ruas da cidade contra o aumento da tarifa do ônibus

Diana denunciou fortemente o reacionário Major Olímpio

Diana denunciou Russomano e sua defesa da terceirização:

Ao final do debate, Diana publicou sobre o debate:

No dia de hoje Diana deu uma declaração ao Esquerda Diário "O debate na Band ontem mostrou como os candidatos estão muito mais preocupados com sua imagem do que verdadeiramente com a população. Pudemos ver um atacando o outro sem que respondessem de fundo os anseios da população que vive na cidade de São Paulo, que hoje sofre com o aumento do custo de vida, com a inflação, com a saúde, educação e transporte público sucateados... muita promessa sempre, e pouca ação. Um debate totalmente de direita, parece que não vivemos um golpe institucional por parte do parlamento e do Judiciário, com o silêncio cúmplice do PT. Todos coincidem numa coisa: censurar os trabalhadores, a juventude e a esquerda para que não haja resistência contra seus ataques. Empresários e criminosos decidem quais ideias a população pode ou não ouvir. Sabemos que estes mesmos políticos, que já ocupam cargos no parlamento de alguma forma, não estão interessados em dar uma vida digna às trabalhadores e à juventude, e sim interessados em continuar fazendo com que estes setores que paguem pela crise com seu suor, para simplesmente seguir garantindo seus privilégios. Por isso hoje que pra mim é essencial que todo político seja revogável, assim como que cada político ganhe o salário de uma professora. É necessário construir uma voz anticapitalista na cidade de São Paulo!"




Tópicos relacionados

Eleições 2016   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar