Mundo Operário

REPRESSÃO

Seguranças agridem manifestantes contra demissões em Hospital Mãe de Deus (RS)

Dentre as manifestantes, estavam algumas mulheres dentre as 350 demitidas na semana passada para serem substituídas por serviços terceirizados de limpeza e nutrição.

segunda-feira 10 de setembro| Edição do dia

Em video, podemos ver algumas mulheres no chão fruto da agressão por parte de seguranças do Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre (RS). O hospital quer precarizar as condições de trabalho dentro do hospital, retirando direitos trabalhistas e dividindo os trabalhadores que cumprem esse serviço dentro do hospital do conjunto dos funcionários.

A precarização dos serviços de saúde tem aumentado em grande escala, resultado direto de uma lógica neoliberal aplicada à saúde que leva à extrema precarização do SUS, o fechamento de diversos hospitais e, nos que se mantém, a mão de obra terceirizada entra com força.

A medida também vale para o Hospital Santa Ana, ambos de referência na região. Os trabalhadores demitidos serão substituídos por trabalhadores terceirizados de grandes empresas, entre elas, Sodexo e Manserv.




Tópicos relacionados

Demissões   /    Porto Alegre   /    Repressão   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar