Política

REFORMAS

Segundo dia do ano e golpista já quer a reforma da previdência

Mal começou o ano e o golpista Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse ao jornal Estadão com muita confiança que “a reforma da previdência será aprovada no primeiro semestre”.

segunda-feira 2 de janeiro| Edição do dia

Na entrevista, Maia demonstrou muita disposição em seguir com o plano de ajustes e ataques aos direitos dos trabalhadores, como a reforma da previdência e trabalhista, dizendo que as leis trabalhistas reduz os empregos para justificar os ataques à CLT que quer fazer.

Também disse ao jornal demagogicamente que apoia a lava-jato, como um mecanismo de combate à corrupção, mas sabemos bem que por trás do teatro que faz o judiciário, existe na verdade impunidade e arbitrariedade.

Quando perguntado sobre a pressão social, o golpista afirmou que a insatisfação das pessoas é por conta da crise econômica, e que portanto é preciso que o plano de ajustes e reformas se concretize, para trazer estabilidade para o governo e para a crise. Mas o que Maia não diz é que seu objetivo é continuar garantindo o lucro dos patrões em detrimento dos direitos e da vida dos trabalhadores.

Diz que com as reformas, o Brasil retomará o crescimento. Mas que crescimento é possível diminuindo os salários, abrindo espaço para que as empresas demitam sem nenhum ônus, aumentando o tempo necessário para a aposentadoria e portanto diminuindo a qualidade de vida do trabalhador?

O que os golpistas parecem não contar é que a poderosa classe trabalhadora não vai ficar calada frente a todos esses ataques à sua vida que vêm sofrendo. E pode se levantar com muita força contra os que querem um futuro miserável para nós. É mais que urgente que as centrais sindicais rompam com a trégua que deram aos governos durante todos esses anos e chamem os trabalhadores à luta contra o governo Temer e tudo o que ele quer nos reservar!




Tópicos relacionados

Reforma da Previdência   /    Governo Temer   /    Política

Comentários

Comentar