DÓRIA

Seguindo exemplo de Dória, Bruno Covas tirou 12 dias de férias em Paris

terça-feira 24 de outubro| Edição do dia

FOTO: Marcell Roncon/Futura Press

O vice-prefeito de São Paulo achou que estava pouco as viagens de João Dória, e decidiu passar 12 dias seguidos em Paris "para tratar de assuntos particulares". Enquanto Dória estava na Itália procurando algum comprador para vender a cidade de São Paulo, Bruno Covas decidiu competir e ir para Paris.

O governo de Dória é realmente a cara da elite, que odeia o Brasil e quer vendê-los para os estrangeiros, de preferência em troca de propriedades em Miami ou em alguma offshore aonde não precise dar satisfações para a receita federal.

Enquanto cortam merenda e gastam com luxuosos jantares à seus "políticos-gestores", o prefeito e o vice prefeito de São Paulo rodeiam-se de empresas caloteiras, e planejam alguma nova maldade contra os pobres, depois que a tal ração humana não pegou.

Dória precisa ainda explicar como que a empresa que pretendia contratar para "alimentação" estava registrada sob a atividade de "Arte". Uma falsificação barata, assim como o prefeito que mais viaja e postas fotos no Twitter dizer que "não é político" e sim gestor.




Tópicos relacionados

João Doria   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar